fbpx

Como se tornar num líder de opinião em 4 passos

O conceito de Líder de Opinião não é de todo um conceito recente – remonta o século XIX! As definições que lhe são associadas estão, contudo, em constante alteração, uma vez que é um conceito aplicável a várias áreas. Esta tem sido uma ferramenta de Relações Públicas muito usada por parte das equipas de comunicação e agências de comunicação e relações públicas para alavancar a visibilidade dos responsáveis e líderes das marcas.

No presente artigo, partiremos do seguinte conceito: 

Um líder de opinião é uma pessoa ou organização reconhecida pelos seus pares, clientes e experts da indústria como profundo entendedor do seu negócio, de mercado onde este se insere e das necessidades dos seus clientes. Distingue-se pela sua capacidade de oferecer pontos de vista únicos e ideias diferenciadoras. É, podemos dizer, uma autoridade na área em que atua, na medida em que o seu parecer se sobrepõe aos outros, exactamente por ser percepcionado como sendo superior a esses.  

Quais são os passos que definem, afinal, um líder de opinião? 

Há que ter presente que não é algo que se estabeleça do dia para a noite. Envolve experiência, conhecimentos, aptidão para a relação com as pessoas, entre muitas outras coisas que, num todo, constroem a base de credibilidade que caracteriza o líder de opinião. Podemos, contudo, de forma evidentemente simplificada, dar a conhecer alguma das linhas que delineiam esta figura.

Leia, de seguida, 4 regras-chave para a criação de um líder de opinião: 

  1. Especifique-se 

Determine, dentro da sua área de negócio, um nicho específico de mercado sobre o qual procurará incessantemente saber mais. Já que não pode saber tudo sobre todas as áreas que o envolvem, procure saber o mais possível sobre uma determinada parcela. Estabeleça-se enquanto expert na mesma e funde a sua credibilidade a partir daí. Não queria ser um comentador, mas sim uma voz experiente e de relevo para os temas que aborde!

  1. O negócio não é tudo! 

Antes de representante de uma marca, não se esqueça que é humano; assim como humanos são, antes de qualquer outra coisa, os seus clientes. Desta forma, procure agir com humanidade e empatia. Responda aos problemas dos seus potenciais clientes oferecendo soluções e conselhos orientados para a sua resolução e não necessariamente relacionados com o seu negócio. Mostre ser uma voz ativa nas problemáticas que pautam a actualidade dos temas que selecionou. A longo-prazo verá benefícios na sua credibilidade e reputação. 

  1.  Aprender, aprender, aprender! 

Todas as indústrias estão – ainda que em diferentes ritmos – em constante evolução. É fulcral que se mantenha atento à forma como esta se manifesta, para assim poder participar no debate que certamente a envolverá. Não se limite, contudo, a aprender sobre a indústria em que se insere o seu negócio; aprofunde os seus conhecimentos a nível macroeconómico, procure padrões. Um líder de opinião distingue-se por pensar mais à frente, contudo, esta forma de pensamento implica, como é evidente, algumas bases, das quais resultarão, idealmente, pontos de vista úteis e amplamente valorizados.  

  1. Ninguém tem todas as respostas 

A aprendizagem é, também, adquirida por meio da troca de impressões, do debate. Não é a sua obrigação saber tudo. Saiba admitir quando não sabe e procure ouvir, para seu próprio benefício, o que os outros têm para lhe dizer.  

Para conhecer qual a estrutura e técnicas de redação de um artigo de opinião, aconselhamos a que leia o artigo que produzimos sobre este tema.

Deixe um comentário