fbpx

Falemos sobre o Plano de Marketing Digital

Elaborar um Plano de Marketing Digital não é uma tarefa fácil. Exige dedicação, criatividade, originalidade, muita pesquisa e bastante planeamento. 

Fazer um bom Plano de Marketing Digital pode ser a diferença entre ter uma presença digital de sucesso ou não, pode ser a diferença entre o porquê de a concorrência estar a trabalhar melhor do que a sua empresa. O papel do Marketing Digital tem vindo cada vez mais a tornar-se insubstituível, posto isto se quer abrir um negócio, ou quer que a sua empresa cresça, aumentar a sua presença online é fundamental. Elabore uma boa estratégia de marketing digital, de forma irá gerar mais tráfego para a sua página e potenciar a angariação de mais leads que se poderão converter em clientes. 

O que é um Plano de Marketing Digital?

O Plano de Marketing Digital, pode denominar-se por: um documento onde constam as informações mais relevantes para direcionar da melhor forma possível a estratégia e objetivos de negócio da empresa, com a finalidade de os alcançar. Este plano é composto por: estratégia, que a empresa tem para o seu desenvolvimento de negócio; objetivo(s): o que quer atingir; como quer atingir; que caminho seguir; quanto tempo até atingir a meta; concorrentes (diretos e indiretos); público-alvo; ICP (Ideal Customer Profile); buyer persona; USP (unique selling proposition); ferramentas de otimização; orçamentos; calendário; plano das redes sociais; entre outros pontos relevantes para o negócio de cada marca. 

Desafios e Oportunidades do Marketing Digital

Diminuição do alcance orgânico

Cada vez mais o número de negócios que explora as redes sociais aumentam, visto que estas são uma ótima forma de divulgarem os produtos e serviços a uma grande comunidade e com maior proximidade aos consumidores. Como conclusão, é possível entender como a quantidade de conteúdo orgânico é cada vez maior a dificuldade em se destacar e diferenciar o seu produto de outro torna-se também cada vez maior.

Para superar estas dificuldades é necessário implementar estratégias de marketing digital bem estruturadas com a finalidade de atingir o público-alvo de uma forma eficiente. É importante recorrer a especialistas em conteúdo de marketing e estratégia de marketing digital, para alinhar estratégia, plano e implementar corretamente o plano no dia a dia.

O domínio da Google

Cerca de 90% do mercado dos motores de busca é dominado pelo Google, sendo este o web site mais visitado mundialmente. Esta é a “plataforma digital” onde a maior parte dos planos estratégicos de marketing digital são aplicados.

O Google está programado para responder às mais diversas perguntas, incluindo uma estrutura bastante completa, o que permite até que não seja necessário utilizar um website externo para assegurar uma presença mínima.

Isto é um desafio devido à saturação de investimento publicitário centrado apenas num motor de busca. Ao desenvolver o plano de Marketing Digital é essencial implementar estratégias de SEO para a aumentar organicamente o tráfego do website, que por sua vez irá apoiar o aumento de leads e de potenciais conversões.

Sobrecarga de dados

Anteriormente a informação era escassa, atualmente existe demasiada informação e os marketers não sabem como lidar com esta extravagância de dados. Do ponto em que é necessário determinar a sua Buyer Persona, escolher o melhor método de ler a informação, entendê-la e processá-la, todos estes processos tornaram-se extremamente mais complexos. 

É importante dedicar algum tempo a estas tarefas, pois um erro nesta fase, pode ser bastante prejudicial para o futuro da sua empresa. Utilize perguntas como “o que é importante para mim?”; “Quais são os meus objetivos?” para ajudar a fazer uma melhor seleção dos dados disponíveis.

Utilização da inteligência artificial 

Este é um ponto bastante discutido atualmente, porém a verdade é que, pouco a pouco a Inteligência Artificial tem vindo a ganhar mais destaque nas estratégias de Marketing Digital. Esta melhora a experiência do consumidor, utilizando por base o seu próprio comportamento, atividade na internet ou redes sociais.

É possível utilizar a Inteligência Artificial, fazendo com que, os próprios algoritmos aprendam a tomar decisões de uma forma autónoma.

Marcas mais humanizadas

O que isto quer dizer é que, devido à situação que vivemos, a pandemia, trouxe-nos diferentes perspetivas do mundo. Uma das maiores alterações foi, a forma como nos relacionamos, as nossas emoções e o reforço da empatia. Foi possível ver que somos humanos e que nos importamos com o próximo. Posto isto, algo que as marcas já estão a implementar e que é cada vez mais visível é a forma como elas se comunicam com o consumidor. A atenção que têm em manter as relações mesmo à distância.

Como devo elaborar um Plano de Marketing Digital

Entenda o mercado e o seu Público-Alvo

  • Recorra a pesquisas de mercado, porque quanto mais e melhor conhecer o meio onde irá atuar, mais preparado estará para as adversidades.
  • Realize uma análise SWOT (Strengths; Opportunities; Weaknesses; Threats), uma das ferramentas mais utilizadas.
  • Faça uma análise do Público-alvo, definir bem o ICP (Ideal Customer Profile), neste ponto a análise é mais relacionada com a relação entre o ICP e a marca (frequência de compra; engajamento com a marca).
  • Crie o perfil ideal do consumidor, ou seja, definir a sua Buyer Persona, com esta definição será possível entender o seu consumidor a um nível emocional, psicológico e etnográfico, dando assim uma oportunidade de aprofundar o nível de comunicação.
  • Faça uma análise da concorrência, uma dica pode ser focar nos seguintes pontos: o que eles oferecem e a sua empresa não; que tipo de informações eles têm disponíveis; como são geridos os seus canais e plataformas digitais.

Definir Objetivos

  • É aqui que se decide para onde se quer ir, quais os objetivos que se pretende alcançar, quando se deseja alcançá-los e que trilho seguir.
  • Nesta fase é aconselhável aplicar o modelo SMART (Específico; Mensurável; Atingível; Realista; Temporal) para apoiar na análise e avaliação de resultados ao longo do tempo.

Que canais, formatos de conteúdo e calendário 

Que canais utilizar?

  • Estar presente em todos os canais não é solução. É importante ter uma presença digital, mas apenas nos canais que façam sentido para o seu produto/marca. Os canais podem ser utilizados de formas diferentes para atingir objetivos distintos. Nesta fase é importante enquadrar o seu modelo de negócio em B2B ou B2C.
  • Para além do exemplo dos canais de redes sociais, ainda pode criar blogs, implementar estratégias de e-mail marketing e utilizar plataformas mais interativas como o Youtube ou TikTok, mais uma vez, tudo isto depende do segmento onde irá trabalhar.

O conteúdo?

  • O conteúdo é o fator chave para atrair o público que pretende. Ou seja, é preciso criar conteúdo de qualidade que seja relevante para o seu consumidor. Nunca esquecer que cada rede social tem o seu público e que, difere de canal para canal, ou seja, criar conteúdo diferente e inovador para cada uma delas é a melhor opção. Outras dicas valiosas são: usar fotos originais, criar copys originais e criativos. Estes são alguns pontos que o irão favorecer no contacto com os consumidores.

Qual será o cronograma para executar essas ações?

  • Definir uma frequência e datas de publicação do conteúdo é estar um passo à frente. Desta forma é possível manter uma regularidade e uma preparação extra para os dias seguintes. Utilize dias importantes para fazer outros posts, como o Dia Mundial das Social Media. Encontre o melhor horário, aquele que lhe dá mais interações com a sua página e com o seu posto, esse será o horário indicado para publicar. 

Execução e Monitorização

Execução

  • Executar é essencial! É tempo de tirar as ideias, os textos, os conteúdos, as ações do papel e começar a implementar e fazer acontecer! Não se esqueça de olhar sempre para os objetivos, seguir o calendário, e sempre que possível procure inovar.

Análise e Avaliação

  • Enquanto implementa o Plano de Marketing Digital, é muito importante que analise os dados alcançados para saber se está a ir de encontro com os objetivos, ou não. Desta forma poderá proceder a ajustes caso seja necessário.
  • Atualmente, existem ferramentas que otimizam o seu tempo e ajudam a monitorizar os resultados obtidos como: número de visitas nas páginas; taxa de rejeição; posicionamento nos motores de busca; taxas de conversão; taxa de cliques; entre outras funções. Crie um dashboard de acompanhamento, seja numa folha de excel ou num sistema digital como é o caso do Google Data Studio.

Deixe um comentário