fbpx

Como escolher o TLD ideal para a sua marca

A escolha de um domínio é, naturalmente, uma das primeiras tarefas quando criamos um site. No domínio incluem-se (como decerto já leu no artigo anterior! 😉) três níveis distintos:

  1. o sub-domínio em primeiro lugar;
  2. o nome de domínio (a que por norma corresponde o nome da sua marca ou aquele que mais facilmente identifica o seu negócio); 
  3. o TLD, elemento com o qual se termina o endereço. É sobre este último que vamos falar hoje. 

É importante que o seu endereço seja, enquanto todo, apelativo. A adicionar a este requisito, pede-se também, com vista ao sucesso da sua marca no mundo digital, que procure adequar o TLD do seu website ao propósito a que se propõe o seu negócio.

Assim, eis as 3 etapas pelas quais deve passar aquando desta escolha do TLD. 

Em primeiro lugar, determine o objectivo do seu site.

Pretende ser uma fonte de informação? O seu objectivo último é a venda de produtos? Diferentes objectivos equivalem a diferentes TLDs. Se se trata de um site comercial, o mais adequado é o “.com”; se por outro lado, for um site de cariz informativo, adote o “.info”. A concordância entre estes dois aspectos – propósito do site e TLD – pode ser aparentemente irrelevante, contudo, desempenha um importante papel no que diz respeito à credibilidade do seu endereço.  

Tenha em conta a sua localização geográfica.

Imaginando que se trata de um site comercial, e sendo o seu objectivo o apelo a potenciais clientes que se encontrem próximos da sua área de atuação, talvez faça sentido adotar um Top-level Domain de Código de País (ex.: nomedamarca.pt), de forma a que a audiência do seu site vá ao encontro do seu público-alvo. 

Por fim, pense em SEO.

Naturalmente, também o TLD influencia o Search Engine Optimization. É importante que este seja facilmente reconhecido e que identifique a categoria em que se insere o seu website. O “.com” é, como já referido, um dos TLDs mais valorizados e aquele que mais frequentemente aparece nos primeiros resultados de pesquisa.

Contudo, um TLD que não seja tão amplamente reconhecido mas que, por outro lado, se adeque de forma mais precisa ao propósito do seu endereço, pode também garantir bons resultados. Um exemplo disto é o nosso próprio domínio (.agency), o qual se adequa à atividade de agência de comunicação e de marketing digital.

Deixe um comentário