fbpx

Vou ser entrevistado… e agora o que é que faço?

As redes sociais têm, inegavelmente, um imenso poder de comunicação. Um post, por exemplo, é capaz de alcançar milhares de milhões de pessoas. Além disso, é de publicação instantânea e o seu conteúdo é inteiramente controlado pelo seu emissor.  

No que respeita a capacidade de criação de brand awareness, nada substitui, contudo, a presença de uma marca ou personalidade num meio de comunicação social. As entrevistas são exemplo disso, em que são um meio importante através do qual se pode dar a conhecer a sua marca, sendo uma ótima oportunidade de a humanizar, isto é, de a aproximar à sua audiência, conferindo-lhe um lado real, emocional, com o qual as pessoas se identifiquem, personificado, neste caso, pelo entrevistado. A entrevista pode ser realmente decisiva neste âmbito.  

Vai ser entrevistado… e ficou ainda mais nervoso agora que está a par da sua importância? Não há razões para tal. De seguida, deixamos-lhe dicas úteis às duas grandes etapas de uma entrevista: a sua preparação e a entrevista per si.  

O antes de ser entrevistado

Como o título acima indica, a fase pré-entrevista requer um exercício de antecipação e algum trabalho de casa.  

Elabore um breve resumo da informação que pretende comunicar no decorrer da entrevista. Para tal, procure antecipar as questões do jornalista ou entrevistador, acautelando-se sempre para o pior cenário! Tenha previamente definidas as respostas às perguntas que antecipou, mas não as decore. O ideal é que a entrevista decorra de forma fluida e natural.  

Pode ser útil também que defina 2 ou 3 objetivos chave para a entrevista: o que é que procura alcançar com as suas declarações? Dessa forma, poderá orientar melhor as suas respostas, no sentido de obedecerem aos fins por si definidos.  

A fase de preparação das suas respostas envolve, evidentemente, a sua fundamentação. Por outras palavras, é importante ter em mãos factos, dados reais, que sustentem as suas afirmações. Informe-se sobre os mesmos, e forneça ao seu entrevistador um sumário escrito da informação (um press kit), para dar ao algum sentido de perspetiva.  

Tenha o cuidado de se vestir de forma confortável e que espelhe quem é no dia a dia. Nada pior que usar roupa que não está habituado ou em que não se sente confortável. 

O durante

Estando já no palco da ação, é hora de brilhar!  

Para tal, lembre-se de estruturar as suas intervenções de forma a que a informação primordial seja expressa em primeiro lugar, dando, de seguida, o background necessário. Esta é uma forma de se certificar que o essencial é dito de uma forma clara e objetiva e, preferencialmente, breve.  

Adote uma posição honesta e autêntica. Seja descontraído e ajuste a sua forma de comunicar ao seu público. Se, por exemplo, está numa área profissional muito técnica e o meio de comunicação ao qual se dirige é generalista, é preferível utilizar palavras familiares às pessoas, recorrendo a analogias ou exemplos que sejam de fácil compreensão ao público em geral. 

Faça questão de mencionar o nome do seu projeto ou empresa frequentemente (lembre-se de quem está a promover!) e estabeleça a distinção, de forma clara e percetível, entre aquilo que no seu discurso se constitui enquanto facto ou e aquilo que são opiniões pessoais. A mistura de conceitos pode ser especialmente danosa. 

Acima de tudo, seja e esteja confiante. Por alguma razão é o representante escolhido! 

Deixe um comentário