Estudo à presença digital a partidos e seus líderes dá vitória à Iniciativa Liberal e a André Ventura

Estudo à presença digital a partidos e seus líderes dá vitória à Iniciativa Liberal e a André Ventura

Estudo sobre a pegada digital dos partidos políticos portugueses e seus líderes mostra uma liderança na comunicação digital por parte da Iniciativa Liberal e de uma forte conexão de comunidades digitais com André Ventura

A Do It On, agência portuguesa de Relações Públicas Digital, acaba de apresentar o seu mais recente estudo, onde efetuou uma avaliação da pegada digital de todos os partidos portugueses ativos e dos seus respetivos líderes. Este estudo revela que à presente data as forças de Direita e de Esquerda têm uma presença digital muito equiparada, sendo a diferença de 0,3% a favor dos partidos de esquerda.

Os grandes destaques deste mesmo estudo vão para a forte presença e dinamismo dos partidos da ala governativa (Partido Socialista e Partido Social Democrata), porém com uma fraca expressão a nível representativo acumulado, conseguindo somente alcançar um volume 31 deputados elegíveis entre ambos, caso os seus seguidores revertessem em votos diretos.

“Este estudo acontece de uma dúvida expressada por parte de alguns elementos da nossa equipa e que de imediato colocaram mãos à obra para entenderem qual a real representatividade digital de cada partido nacional. Tivemos o cuidado de incluir todos os partidos portugueses que se encontram ativos junto do Tribunal Constitucional, de modo a entendermos se a atual representatividade no hemiciclo seria espelhada no digital, caso que rapidamente vimos não suceder, com a inclusão do CDS-PP e do Partido Ecologista “Os Verdes””, refere Fernando Batista, Diretor Executivo da Do It On.

Algumas das elações que foram possíveis retirar deste estudo prende-se com a forma como a maioria dos partidos mantém uma linguagem distante e hermética perante o eleitorado, não se conseguindo conectar com o mesmo. De salientar que os partidos mais disruptivos, extremistas e os populistas são aqueles que apresentam taxas de interação mais elevadas nos seus canais de comunicação digitais, como é o caso do Chega, Bloco de Esquerda, Ergue-te.

A nível de comunicação política pessoal, André Ventura, do CHEGA, destaca-se dos restantes através da sua postura e linguagem de proximidade e provocatória, bem como pela sua constância e volume de ações de comunicação que promove, tornando-o o líder político com a maior comunidade e mais ativa.

Para poder ter acesso a todo o estudo e análise poderá efetuar o download do estudo após o preenchimento deste formulário.

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Preséntenos su reto y sus objetivos empresariales y diseñaremos una propuesta a la medida de sus necesidades.

Arriba